25 de agosto de 2010

Macaco Sauá - Espécie ameaçada é descoberta na floresta amazônica




Site Veja - 16/08/2010 -
Foi anunciada nesta-quinta [passada] a descoberta de uma nova espécie de macaco sauá (oumacaco titi, em inglês), batizado de Callicebus caquetensis. O primata foi visto pela primeira vez em 2008 por uma equipe do departamento de biologia da Universidade Nacional da Colômbia, em Bogotá.

Os primeiros macacos foram achados em cativeiro, criados como animais de estimação por moradores da região de Caquetá, perto da fronteira com Peru e Equador. A espécie já surge extremamente ameaçada. Os pesquisadores estimam que existam apenas 250 indivíduos, que vivem em uma área menor que 100 km2. 

A região onde foi feita a descoberta era foco da ação de guerrilhas até bem pouco tempo, o que dificultou a pesquisa. Hoje, a sobrevivência dos animais está ameaçada pela perda de seu habitatpara a agricultura. Os responsáveis pela descoberta recomendaram a criação de reservas especiais para os macacos. 

Callicebus caquetensis tem o mesmo tamanho que um gato doméstico. Outras espécies de macacos sauá vivem na Amazônia brasileira e na Mata Atlântica. 

Um comentário:

  1. Rafael S. C. Lorenzino26/08/2010 14:20

    Na Serra dos Cocais, está sendo cada vez mais comum a visualização de primatas, como Sagui e Sauá, mas isso não é um indício de super-população e sim dos impactos causados pela crescente urbanização e desmantamento na região.
    Preservar a Serra dos Cocais, é importante para a manutenção de recursos hídricos, para a estabilidade de ecossistemas e preservação de espécies.

    ResponderExcluir