18 de março de 2013

A cinza e árida São Paulo 'esconde' a história de 300 cursos de rios

Existem várias construtoras que fizeram condomínios canalizando córregos e nascentes em nossa região, com a pressão imobiliária aumentando, temos que tomar muito cuidado com a forma que estão sendo autorizados e construídos de fato.   

É este o futuro que queremos para a região da Serra dos Cocais ? 

Por Antonio Augusto da Costa Carva
Da Folha

Quem diria que a São Paulo árida e cinza tem uma grande história sobre um rio. Uma não, 300 histórias de rio, segundo o geólogo Luiz de Campos Jr., 51, que coordena o projeto Rios e Ruas.

Segundo ele, esses cursos de água têm 3.500 km de extensão. "Não se anda mais de 200 metros na cidade sem passar por um desses cursos", diz Campos.

Vamos contar a história de um rio que tem nome de pássaro: o Saracura. Ele nasce escondido, atrás da avenida Paulista, e escorre pela avenida Nove de Julho, depois segue pelo vale do Anhangabaú, até chegar ao rio Tamanduateí, ao lado do Mercado Municipal.

Para vê-lo, somente seguindo as pistas que restaram sob prédios e rodovias. São as galerias pluviais, os bueiros e os fundos de vale que trazem essas evidências.


leia mais

Um comentário: